Uma alternativa para quem não abre mão dos deslocamentos são as viagens de motorhome e trailer
Uma alternativa para quem não abre mão dos deslocamentos são as viagens de motorhome e trailer

Estudo revela crescimento do turismo regional

Uso de trailers e motorhomes cresce como alternativa para esse tipo de viagem e segmento dispara

Embora as viagens turísticas ou de negócios ainda não tenham se recuperado totalmente devido ao contexto pandêmico, o turismo regional mostra desempenho favorável e é apontado como um sinalizador de retomada segura e crescente do setor. A Pesquisa Fecomércio SC Turismo de Verão no Litoral Catarinense 2021, divulgada neste mês de abril, revela tendências no comportamento dos turistas com perspectivas promissoras no crescimento do turismo regional no Estado. 

Ao entrevistar 893 turistas nas cidades de São Francisco do Sul, Balneário Camboriú, Florianópolis, Imbituba e Laguna, o estudo concluiu que, em relação ao verão anterior, a participação de estrangeiros diminuiu, enquanto o número de turistas brasileiros teve aumento, principalmente de catarinenses e de viajantes originados de estados vizinhos. Confira alguns dados do perfil dos turistas revelados na pesquisa:

  • Aumento da participação de gaúchos (24,6% para 37,6%), catarinenses (18,4% para 23,2%) e paranaenses (17% para 19,6%) em relação a 2020; 
  • A participação de argentinos passou de 17,8% (2020) para 2,1% (2021);
  • A parcela de turistas acima dos 60 anos caiu de 8,2% no ano passado para 4,9% nesta temporada. Em Laguna, por exemplo, a participação deste público passou de 26,6% para 1,7%.
  • A distribuição dos turistas por faixas de renda média mensal indicou predomínio das Faixas 3 ( R$ 2.091 a R$ 5.225) e 4 ( R$ 5.226 a R$ 8.360).  Enquanto a faixa 1 (De 0 a R$ 1.045) caiu de 6,3% dos turistas para 2,7%, a faixa 7 (R$ 15.676 ou mais) saltou de 5,4% para 8,4%.

Confira a pesquisa completa aqui

Plataformas de compartilhamento de imóveis

A Fecomércio/SC aponta também que, assim como nos últimos anos, na temporada de verão 2021, os turistas ficaram bem distribuídos entre dois principais tipos de hospedagem: 35,9% em hotéis ou similares e 25,1% em imóveis alugados. Além disso, o estudo revela que a forma como os turistas realizam essas contratações mostrou que o percentual de locações por plataformas de compartilhamento de imóveis vem crescendo nas últimas temporadas tanto para locações quanto transação de reserva e locação em hotéis e similares. Esta relação confirma uma prática que vem sendo utilizada pelo setor hoteleiro, do uso de diversos canais de vendas, extrapolando as negociações tradicionais diretamente com o estabelecimento.

Impacto do turismo no estímulo ao comércio local é positivo na temporada 

Neste ano, 92,1% dos turistas manifestaram a intenção de realizar compras em diversos locais, nos estabelecimentos comerciais das praias, do centro das cidades e Shopping, e também ambulantes. Esta diversificação dos locais de compras e a grande parcela de turistas que manifestaram a intenção de realizar compras mostram a importância do turismo para o comércio e a economia dos municípios litorâneos do Estado. No geral, cada grupo de turistas desembolsou R$ 2.931, em média, sendo que os gastos com hospedagem e alimentação foram os mais expressivos. Considerando a série histórica deflacionada dos gastos dos turistas muitas oscilações foram percebidas ao longo dos anos, mesmo assim o aumento real no período foi de 27%.

Trailer e motorhome ganham força para turismo

Uma alternativa para quem não abre mão dos deslocamentos são as viagens de motorhome e trailer. Essa modalidade de “casa sobre rodas” tem ganhado força neste período da pandemia como alternativa de fazer viagens prezando sempre a questão da segurança, o distanciamento social, a conexão com a natureza, seja com a família, grupos de amigos ou mesmo sozinhos. 

Empresas comemoram o crescimento da demanda e algumas delas registraram aumento de 100% na procura por esse tipo de transporte em 2020 em relação a 2019. Uma empresa especializada em motorhomes e trailers, localizada em Itajaí, Santa Catarina, por exemplo, teve que aumentar a equipe de produção, de 30 para 60 o número de funcionários, devido a alta demanda. Outro fabricante dessa modalidade situado em Itu, São Paulo, registrou aumento de de até 100% na procura em 2020 em comparação a 2019.

Fonte: SEBRAE SC

Click na Home e escolha o idioma para sua leitura….
https://bomdiasc.com.br
@bomdiasantacatarina

Compartilhe esta postagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Notícias Relacionadas

Faça uma pesquisa​​

Ultimas notícias