Projeto Perse restringe programa emergencial para setor de eventos de 44 para 12 atividades econômicas
Projeto Perse restringe programa emergencial para setor de eventos de 44 para 12 atividades econômicas

A manutenção do Perse é fundamental para o setor de turismo

O Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (Perse), medida essencial para a continuação da retomada do setor de eventos e turismo, corre o risco de ser permanentemente revogado. Em 2023, 4 em cada 10 vagas de emprego geradas no Brasil foram no setor de turismo, e o Programa foi um dos grandes responsáveis pela aceleração da retomada do setor.

TURISMO: Está aberta a temporada da Colheita da Maçã 2024 em Fraiburgo

No final do ano passado, o governo federal suspendeu os benefícios fiscais concedidos pelo Perse por meio da Medida Provisória nº 1.202/2023, que reonera a folha de pagamento de 17 setores da economia e limita a compensação de créditos tributários de ações judiciais. A medida impacta severamente o funcionamento do setor de turismo e eventos. É fundamental que estes empresários sigam com acesso aos benefícios oferecidos pelo Perse.

Confira o estudo Economia do Turismo, elaborado pela Diretoria de Economia e Inovação (Dein) da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) que aponta que, para cada R$ 10 mil de aumento no faturamento do turismo, três postos de trabalho são gerados, independentemente do setor.

Fonte: Assessoria de Imprensa CNC

Click na Home e escolha o idioma para sua leitura….
https://bomdiasc.com.br
@bomdiasantacatarina

Compartilhe esta postagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Notícias Relacionadas

Faça uma pesquisa​

Ultimas notícias