Uma nova avaliação será feita até o fim de agosto
Uma nova avaliação será feita até o fim de agosto

37ª Oktoberfest Blumenau é adiada

A princípio, festa acontecerá de 11 a 29 de novembro. Em agosto será feita reavaliação

A Prefeitura, por meio da Secretaria de Turismo e Lazer e Parque Vila Germânica, em coletiva de imprensa on-line, nesta sexta-feira, dia 29, informou a decisão de adiar para novembro a 37ª Oktoberfest Blumenau, por conta da pandemia do coronavírus. A festa, que estava marcada para acontecer de 07 a 25 de outubro, deverá ser realizada de 11 a 29 de novembro. No entanto, nova avaliação será feita até o fim de agosto, podendo, se necessário for, cancelar a maior festa alemã das Américas. A organização reitera que está estudando todas as possibilidades e formatos, sempre priorizando a saúde dos visitantes.

Importância

A Oktoberfest não é só uma festa, e os números falam por si. O evento gera, direta e indiretamente, cerca de 6 mil empregos. Ao todo, estima-se cerca de 60 setores beneficiados, impactando desde vendedores ambulantes, taxistas e motoristas de aplicativo, até empresas como hotéis, bares, restaurantes e comércio em geral. No âmbito musical, são mais de 800 artistas que se apresentam na festa. A organização também calcula injeção, todos os anos, de R$ 240 milhões na economia local. Esses números são importantes considerando o difícil ano que passamos.

 “Se nós considerássemos apenas os comentários e pesquisas feitas nas redes sociais, seria mais confortável cancelar. No entanto, nós não queremos nos precipitar. A decisão pode ser tomada em agosto, possibilitando tempo hábil para a montagem da festa com tranquilidade. Não é apenas por lucro, mas sim pela oportunidade que a Oktoberfest gera a milhares de famílias, que ganham renda extra durante a festa. Ainda mais num ano tão difícil”, reitera o prefeito Mário Hildebrandt.

Organização estuda cenários

Tendo em vista que ainda faltam cerca de seis meses para Oktoberfest, a organização está se preparando e estudando todos os cenários possíveis, buscando soluções para garantir a saúde e segurança das pessoas. Enquanto isso, todos os processos licitatórios para a realização da festa continuam normalmente.

 “A população pode ficar tranquila, porque a saúde é prioridade. Se não for possível realizar a festa em agosto, que é o tempo limite, nós faremos o cancelamento. Importante ressaltar que nós ainda podemos esperar”, ressalta Hildebrandt.

Compartilhe esta postagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Notícias Relacionadas

Faça uma pesquisa​​

Ultimas notícias