Para que serve o teste do pezinho?/Foto: Internet
Para que serve o teste do pezinho?/Foto: Internet

Para que serve o teste do pezinho?

Você sabe quantas informações os médicos conseguem obter com uma simples picada no calcanhar do recém-nascido? Hoje é celebrado o Dia Nacional do Teste do Pezinho, exame extremamente importante feito logo nos primeiros dias de vida!

Desde 1992, o Teste do Pezinho se tornou obrigatório em todo o território nacional e, desde 2001, está previsto no Programa Nacional de Triagem Neonatal, instituído pelo Ministério da Saúde. Pode ser realizado em maternidades cadastradas ou em unidades básicas de saúde, preferencialmente entre dois e cinco dias após o nascimento.

Fique atento! Caso o exame não seja realizado, o bebê perde a chance de ser tratado antes de apresentar qualquer sintoma. Quanto mais precoce o diagnóstico de doenças raras, maiores são as chances de se evitar sequelas graves.

Desde 15 de abril de 2024, o Teste do Pezinho foi ampliado no Estado de Santa Catarina. E agora, além da detecção de fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, síndromes falciformes, hiperplasia adrenal congênita, deficiência de biotinidase e fibrose cística, o Teste diagnosticará a toxoplasmose congênita.

O grupo de trabalho com foco em doenças raras gerido pelo Centro de Apoio Operacional da Saúde Pública (CSP) do MPSC foi um dos responsáveis por fomentar a ampliação da Triagem. O Estado de Santa Catarina, assim, cumpriu a primeira etapa prevista na Lei n. 14.154/2021, que aperfeiçoou o Programa Nacional de Triagem Neonatal (PNTN) por meio do estabelecimento de rol mínimo de doenças a serem rastreadas pelo Teste do Pezinho.

Dia de conscientização: para que serve o teste do pezinho?/ Foto: Internet
Para que serve o teste do pezinho/Foto: Internet

Teste do Pezinho curiosidades e dúvidas

1. Por que o exame é chamado de “Teste do Pezinho”?

O nome popular do exame vem da forma como é realizada a coleta de sangue, retirada do calcanhar do bebê, que é uma área rica em vasos sanguíneos e proporciona coleta suficiente de sangue com menor desconforto.

2. O exame dói?

A picada no calcanhar pode causar um leve desconforto ao bebê, mas é rápida e essencial para a saúde da criança.

3. E se o resultado for positivo?

Se o teste indicar a presença de alguma das condições, os pais são imediatamente chamados para realizar testes confirmatórios e iniciar o tratamento o quanto antes, minimizando os riscos e complicações para a criança.

4. O que acontece se o teste não for realizado?

A ausência do exame impede a detecção precoce de doenças graves, que, se não tratadas a tempo, podem levar a consequências severas e irreversíveis para a saúde do bebê.

5. O exame do pezinho é obrigatório?

O teste é obrigatório para todos os recém-nascidos. Este exame faz parte do Programa de Triagem Neonatal do Ministério da Saúde. Todos os estados do país estão credenciados para realizá-lo.

6. Como escolher o melhor teste para o meu bebê?

Além do teste padrão disponível no SUS, na rede privada há a opção do teste ampliado, que compreende a detecção de um número maior de doenças. Essa decisão deve ser tomada pelos pais em conjunto com o pediatra, considerando fatores como suspeita de síndromes metabólicas já ao nascimento ou histórico familiar de síndromes metabólicas hereditárias.

Com informações do MPSC

Click na Home e escolha o idioma para sua leitura….
https://bomdiasc.com.br
@bomdiasantacatarina

Compartilhe esta postagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Notícias Relacionadas

Faça uma pesquisa​

Ultimas notícias