Fachada prédio Hospital Universitário Santa Terezinha/Foto: Assessorai de Imprensa
Fachada prédio Hospital Universitário Santa Terezinha/Foto: Assessorai de Imprensa

Em Joaçaba, Hospital Universitário está operando em seu limite

HUST pede a colaboração da população na procura pelos serviços

O Hospital Universitário Santa Terezinha (HUST) informa que, após ter recebido ao longo dos últimos dias uma grande demanda de casos graves e que estão em observação, sua emergência está operacionalizando no limite da capacidade. Diante disso, pede a colaboração da população na procura pelos serviços, pois serão priorizados casos de urgência e emergência.

De acordo com a direção do hospital, a medida foi tomada prezando pelo atendimento de qualidade.  Atualmente, o HUST utiliza o sistema de Classificação de Risco, no qual o paciente, quando chega ao hospital é avaliado e classificado pelas cores vermelho, amarelo, verde e azul. O vermelho significa emergência necessitando intervenção imediata, o amarelo remete a casos urgentes com atendimento em até 30 minutos, o verde refere-se a casos semi-urgentes com atendimento aproximadamente uma hora e o azul casos não-urgentes com atendimento que pode ultrapassar uma hora de espera. E é para os casos de problemas que podem se enquadrar na classificação verde e azul, a orientação de que procurem as Unidades Básicas de Saúde, ou atendimento em Unidades de Pronto Atendimento, como é o caso da UPA.

—  Queremos deixar claro que nenhum paciente terá atendimento negado, independente da classificação de risco em que se enquadra. No entanto, com a emergência do hospital operando no limite, pode ocorrer de que casos verdes e azuis demorem além do previsto para atendimento. E é para evitar demora e desconforto por quem precisa do serviço que pedimos a compreensão da população até que a situação se normalize — explicou o diretor do HUST, Alciomar Marin.

Saiba mais sobre a classificação de risco

As cores utilizadas na classificação de risco possuem as seguintes definições:

Vermelho
 
• Politraumatizado grave – Lesão grave de um ou mais órgãos e sistemas; Escala de Coma de Glasgow (ECG) < 12.
• Queimaduras com mais de 25% de área de superfície corporal queimada ou com problemas respiratórios.
• Trauma Cranioencefálico grave – ECG <12.
• Estado mental alterado ou em coma – ECG <12; história de uso de drogas.
• Comprometimentos da coluna vertebral.
• Desconforto respiratório grave.
• Dor no peito associada à falta de ar e cianose.
• Perfurações no peito, abdome e cabeça.
• Crises convulsivas (inclusive pós-crise).
• Intoxicações exógenas ou tentativas de suicídio com ECG <12.
• Anafilaxia ou reações alérgicas associadas à insuficiência respiratória.
• Tentativas de suicídio.
• Complicações de diabetes (hipo ou hiperglicemia).
• Parada cardiorrespiratória.
• Hemorragias não controláveis.
• Infecções graves – febre, exantema petequial ou púrpura, alteração do nível de consciência.
• Alterações de sinais vitais em paciente sintomático.
Pulso > 140 ou < 45
PA diastólica < 130 mmHg
PA sistólica < 80 mmHg
FR >34 ou <10

Amarelo

• Politraumatizado com ECG entre 13 e 15; sem alterações de sinais vitais.
• Cefaleia intensa de início súbito ou rapidamente progressiva, acompanhada de sinais ou sintomas neurológicos, parestesias, alterações do campo visual, dislalia, afasia.
• Trauma cranioencefálico leve (ECG entre 13 e 15).
• Diminuição do nível de consciência.
• Alteração aguda de comportamento – agitação, letargia ou confusão mental.
• História de Convulsão /pós-ictal–convulsão nas últimas 24 horas.
• Dor torácica intensa.
• Desmaios.
• Alterações de sinais vitais em paciente sintomático:
FC < 50 ou > 140
PA sistólica < 90 ou > 240
PA diastólica > 130
T < 35 ou. 40

Verde
 
• Idade superior a 60 anos.
• Gestantes com complicações da gravidez.
• Deficientes físicos.
• Retornos com período inferior a 24 horas devido a não melhora do quadro.
• Impossibilidade de deambulação.
• Asma fora de crise.
• Enxaqueca – pacientes com diagnóstico anterior de enxaqueca.

Azul

• Queixas crônicas sem alterações agudas.
• Procedimentos como: curativos, trocas ou requisições de receitas médicas, avaliação de resultados de exames.

Fonte: Assessoria de Imprensa Marketing e Comunicação Unoesc Joaçaba

Compartilhe esta postagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Notícias Relacionadas

Faça uma pesquisa​​

Ultimas notícias