Também estão envolvidas neste processo as ONG’s Amigos dos Animais e Bom pra Cachorro/Foto:Divulgação Internet
Também estão envolvidas neste processo as ONG’s Amigos dos Animais e Bom pra Cachorro/Foto:Divulgação Internet

Projeto de controle populacional de animais domésticos em Herval d’ Oeste tem continuidade

Como se trata de um projeto de utilidade pública os serviços terão início em 15 dias

Mesmo o Legislativo estando em recesso, o vereador Ronaldo da Rosa (PSDB) continua fortemente o trabalho para que o Projeto de Controle populacional de animais domésticos, que foi aprovado pelo Executivo, tenha continuidade. Segundo o vereador, juntamente com a Vigilância Sanitária e Secretaria de Saúde, já estão sendo realizadas reuniões para que tenham início os serviços de castração de animais domésticos (cães e gatos). Também estão envolvidas neste processo as ONG’s Amigos dos Animais e Bom pra Cachorro. A secretária de saúde Marisa Lange, está muito empenhada neste projeto e colaborando com tudo que é necessário”.

Ronaldo informa que cada membro das ONG’S poderão fazer as fichas para a castração de animais de rua e de propriedade de famílias de baixa renda. “Todas as fichas precisarão ter o carimbo e assinatura do membro da ONG, um dos critérios adotados é que será dado preferência para pessoas que estejam no Programa Bolsa Família, depois segue por ordem de solicitação, pois este trabalho é uma questão de saúde pública.”

Como se trata de um projeto de utilidade pública, Ronaldo informa que os serviços terão início em 15 dias.

Segundo o vereador o que o levou a solicitar o projeto de lei foi: a alta demanda de reclamações e denúncias, recebidas pela Vigilância Sanitária, referente ao volume de animais soltos, mau cuidados e causando incomodo a população em geral, nas ruas da cidade, doenças transmitidas por esses animais, detectadas por meio dos serviços de atenção básica do município; o volume de animais (cães e gatos) que permanecem abandonados em alguns bairros do município; as solicitações por uma posição da Prefeitura Municipal, vindas das Associações de Defesa dos Animais e da população de Herval d’Oeste e a falta de regulamentação pertinente ao controle de zoonoses no município.

Ronaldo frisa também que devem ser disponibilizados gratuitamente, junto ao procedimento, consultas, vermífugo para ser aplicado anterior ao procedimento, medicamentos para ministrar no animal após o procedimento, colar elisabetano e transporte da residência – clínica e clínica – residência e que paralelamente, deve ser efetuado um trabalho de divulgação e conscientização da sociedade, através da imprensa, das agentes de saúde, folders explicativos e reuniões nos bairros que mais necessitam da realização deste trabalho.

Fonte: Assessoria de Imprensa Câmara de Vereadores

Compartilhe esta postagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Notícias Relacionadas

Faça uma pesquisa​​

Ultimas notícias