Nove computadores foram entregues para duas casas de acolhimento institucional de Videira e Curitibanos
Nove computadores foram entregues para duas casas de acolhimento institucional de Videira e Curitibanos

Jovens do Novos Caminhos acolhidos em Videira e Curitibanos recebem computadores

A campanha de inclusão digital dos participantes do programa Novos Caminhos chegou a mais duas comarcas. Nesta semana, nove computadores foram entregues para duas casas de acolhimento institucional de Videira e Curitibanos. Os equipamentos foram doados por indústrias e comunidade da região e as manutenções feitas por docentes e alunos das unidades do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

O Lar Menino Jesus, de Videira, ficou com quatro equipamentos. O juiz Rafael Resende Britto, titular da 1ª Vara Cível da comarca local, acompanhou o ato ocorrido no Senai. “Nesse tempo de pandemia aumentou a necessidade de estar conectado e a tecnologia tem sido fundamental em várias atividades, especialmente no estudo remoto. A casa de acolhimento tinha apenas um computador. Agora, com a ampliação dessas ferramentas de acesso, os acolhidos terão mais condições de estudar, pesquisar e realizar atividades lúdicas”.

Em Curitibanos, a Casa de Proteção Infanto Juvenil foi a beneficiada com cinco computadores. Será por meio desses equipamentos que as crianças e adolescentes acolhidas poderão assistir as aulas do ensino regular e realizar demais atividades on-line. “Da mesma forma, é importante que se familiarizem com o novo moderno, já que a pandemia nos levou a diferentes rumos e eles precisam se inserir no mercado de trabalho, que será basicamente digital, tão logo deixem a instituição”, reforça a juíza Mônica Grisolia, da Vara da Infância e Juventude.

Atualmente, 63 adolescentes são acompanhados pelo Programa Novos Caminhos na região.  Os jovens têm acesso a cursos que abordam temas como postura profissional, economia pessoal, vantagens de permanecer na escola, entre outros de qualificação completamente gratuitos. Para os que não concluíram o Ensino Fundamental e Médio, e se enquadram na idade, os adolescentes podem cursar a Educação de Jovens e Adultos do Sesi. 

A interlocutora da Assessoria de Responsabilidade Social da Fiesc, Suelen Kool, diz que eles ainda receberem atendimento odontológico e acompanhamento psicológico, custeados pelo Programa. “A Fiesc também oferece oficinas de nutrição para os colaboradores dos serviços de acolhimento e também ações de voluntariado para atender as necessidades apontadas pelos gestores das casas de acolhimento”.

Sobre o Novos Caminhos

Iniciativa do TJSC, AMC, FIESC e outros parceiros, o programa objetiva contribuir para que os adolescentes atendidos pelos serviços de acolhimento conquistem uma vida digna e autônoma, por meio da capacitação técnica e acompanhamento socioemocional, buscando inseri-los no mercado de trabalho, e dessa forma alcançando sua independência financeira na vida fora do abrigo.

Fonte: NCI/TJSC – Serra e Meio-Oeste 

Click na Home e escolha o idioma para sua leitura….
h
ttps://bomdiasc.com.br
@bomdiasantacatarina

Compartilhe esta postagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Notícias Relacionadas

Faça uma pesquisa​​

Ultimas notícias