Por: Redação | 09/08/2018

O deputado Jorginho Mello (PR) declarou que é contrário à proposta do aumento de salários para deputados e senadores, após o STF conceder um aumento de 16,38% no teto constitucional. “Não tem mais espaço para esse tipo de aumento. Tem de fazer economia e restringir o tamanho da máquina pública”, exaltou Jorginho Mello.

A proposta é para que se eleve o teto de constitucional de R$ 33,7 mil para R$ 39,3 mil. O reajuste também aumenta o salário de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), desembargadores, juízes, promotores e procuradores.

Jorginho Mello argumentou que é hora de austeridade e não há clima para aumento dos salários. “O Congresso tem de dar o exemplo. Sou totalmente contra o reajuste neste momento de crise econômica”, reafirmou.

Fonte: Assessoria de Imprensa Deputado Jorginho Mello