Por: Redação | 04/12/2018

A Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC) vai unificar a gestão do SESI e do SENAI em Santa Catarina. O objetivo é ampliar a sinergia na atuação das entidades, otimizando o uso dos recursos, das estruturas e das equipes de profissionais, para potencializar os serviços prestados à indústria e ao trabalhador catarinense, explicou o presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar. Recentemente ele realizou videoconferência com todas unidades do Estado para tratar do assunto, que também foi apresentado aos vice-presidentes e demais diretores da FIESC, além dos conselhos do SESI e do SENAI.

“Assim como faz a indústria, buscamos o máximo de eficiência. O movimento começou ao longo dos últimos anos com a integração das áreas de apoio. Estamos dando agora mais um importante passo, por meio da integração operacional também das atividades-fim do SESI, do SENAI e do IEL”, afirmou Aguiar.

O superintendente do SESI/SC, Fabrizio Machado Pereira, vai acumular a direção regional do SENAI/SC e passa a dirigir, além dos serviços voltados à saúde e segurança do trabalhador, toda a área educacional do Sistema FIESC, inclusive a formação profissional. O executivo Jefferson de Oliveira Gomes assume a superintendência do IEL e a diretoria de inovação e tecnologia, sendo responsável pelos institutos de inovação e de tecnologia do SENAI, além do Centro de Inovação SESI.

Entidades da FIESC, o SESI e o SENAI estão presentes em 275 dos 295 municípios de Santa Catarina atendendo anualmente 466 mil trabalhadores e 15 mil indústrias. Na área educacional, o foco é aumentar a escolaridade e a formação profissional, com um modelo educacional de qualidade. A previsão é fechar 2018 com 216 mil matrículas nas modalidades de educação básica, cursos técnicos, ensino superior, pós-graduação, educação de jovens e adultos, aprendizagem industrial, ensino médio e educação corporativa.

Na área de inovação, as entidades da FIESC oferecem competência para impulsionar a melhoria de processos e produtos, com institutos de inovação e de tecnologia, desenvolvendo consultorias, pesquisa aplicada e colocando à disposição do setor produtivo uma rede de laboratórios de metrologia acreditados. Em 2018 serão destinadas 375 mil horas de serviços nesta área, em 250,2 mil ensaios metrológicos. Em saúde e segurança, o SESI busca a diminuição de acidentes e doenças laborais, além de redução do sedentarismo e sobrepeso. Anualmente são atendidos 464 mil trabalhadores em saúde e segurança, aplicadas 316 mil doses de vacina, além de 9,5 milhões de atendimentos em atividade física.

Fonte: Assessoria de Imprensa FIESC