Estado Setembro Amarelo 14 de setembro 002

Setembro Amarelo: é hoje o seminário virtual que debaterá saúde mental de adolescentes e idosos

MPSC promove, neste mês, eventos on-line abordando autocuidado, rede de proteção e boas práticas que promovem a saúde e previnem o agravo do sofrimento, sobretudo em tempos de pandemia

Hoje (14/9), será realizado o segundo dos três eventos on-line alusivos ao Setembro Amarelo promovidos pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), que neste ano tem a temática “Distantes, mas juntos” e debate medidas preventivas em tempos de pandemia. O evento, um seminário virtual, será transmitido pelo canal do MPSC no YouTube a partir das 16 horas e tratará do tema “Boas práticas em saúde mental de adolescentes e pessoas idosas: cultura e laço social”. Clique aqui para acompanhar a transmissão! 

Participarão desta edição do seminário o psicólogo e coordenador do projeto Rede de Atendimento à Infância e Adolescência (RAIA), Murilo Covagnoli; Manolo Kottwitz, da Secretaria de Cultura de Chapecó; a enfermeira, doutora em Ciências da Saúde e coordenadora do Núcleo de Estudos da Terceira Idade (NETI) da UFSC, Maria Fernanda Baeta Neves Alonso da Costa; e a especialista em Alfabetização e Psicopedagogia Margarete Leopoldo de Mello, aluna do NETI.

Desde 2014, setembro é considerado o mês de referência para campanhas de conscientização e prevenção ao suicídio. No MPSC, instituição que atua na defesa dos interesses da coletividade e na indução de políticas públicas, o “Setembro Amarelo” é pauta de um grande evento anual desde 2015.

Em 2020, a necessidade de discussão sobre essa doença, que registra no mundo uma morte a cada 40 segundos, cresce ainda mais. Com o confinamento, a distância de amigos e parentes, o luto das perdas e o intenso fluxo de informações diárias, manter a saúde mental tem se tornado um desafio cada vez maior.

Clique aqui para acompanhar a transmissão!

Além deste evento, por meio de mais dois seminários virtuais – nos dias 14 e 23 de setembro, respectivamente com os temas “Boas práticas em saúde mental de adolescentes e pessoas idosas: cultura e laço social” e “Acolhida e manejo do sofrimento de crianças e adolescentes na escola” – e de ações nas mídias sociais, o MPSC vai apresentar orientações de saúde física e mental e abordar um dos paradoxos da pandemia: cultivar a proximidade e o cuidado diante da necessidade da distância.

A ideia é aprofundar e ampliar o alcance das discussões e estratégias de cuidado em saúde mental e prevenção ao suicídio, divulgando informações sobre autocuidado, rede de proteção e boas práticas que promovem saúde e previnem o agravo do sofrimento, sobretudo em tempos de pandemia e pós-pandemia. Participe! Os eventos são gratuitos e abertos ao público, com transmissão por meio do canal do MPSC no YouTube.

Confira a programação abaixo: 
   8 de setembro, às 17 horas

Seminário virtual “O cuidado em saúde mental e o manejo do luto: profissionais da saúde e trabalho articulado”  (Assista à gravação aqui!)

– Diego Tenório Batista (psicólogo e orientador do Núcleo de Educação em Urgências de Santa Catarina) 

– Eduardo Pimentel (psiquiatra) 

   14 de setembro, às 16 horas

Seminário virtual “Boas práticas em saúde mental de adolescentes e pessoas idosas: cultura e laço social” 

– Murilo Covagnoli (psicólogo e coordenador do projeto Rede de Atendimento à Infância e Adolescência – RAIA)

– Manolo Kottwitz (Secretaria de Cultura de Chapecó)

– Maria Fernanda Baeta Neves Alonso da Costa (enfermeira, doutora em Ciências da Saúde e coordenadora do Núcleo de Estudos da Terceira Idade – NETI/UFSC) 

– Margarete Leopoldo de Mello (aluna do NETI e especialista em Alfabetização e Psicopedagogia)

   23 de setembro, às 15 horas

Seminário virtual “Acolhida e manejo do sofrimento de crianças e adolescentes na escola” 

– Maria Carolina da Silveira Moesch (psicólogo – UNOCHAPECÓ) 

– Luciene Regina Paulino Tognetta (pedagogo- FCLAR/UNESP)

Ofereça e procure ajuda

Oferecer atenção e acolhimento e estar disponível para conversas sem julgamentos podem parecer pequenos atos, mas, na verdade, são ações que fazem muita diferença na vida de alguém que passa por momentos difíceis. Por isso, se você pode, esteja atento e ofereça carinho às pessoas ao seu redor, mesmo que remotamente.

Se você sente que necessita de suporte emocional para si ou se conhece alguém que dê sinais de que precisa de mais ajuda, entre em contato ou indique o Centro de Valorização da Vida (CVV). O CVV é uma iniciativa gratuita que funciona 24 horas oferecendo apoio emocional especializado. Ele pode ser contatado por chat no site, por e-mail ou pelo número 188.

Você pode também buscar orientação junto a um profissional de saúde ou alguém de sua confiança. Não isole seu sofrimento!

Fonte: MPSC

Compartilhe esta postagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Notícias Relacionadas

Faça uma pesquisa​​

Ultimas notícias