Projeto que nomeia trecho de Rodovia BR 282, de José Paschoal Baggio vai à sanção/Foto: Geraldo Magela/Agência Senado
Projeto que nomeia trecho de Rodovia BR 282, de José Paschoal Baggio vai à sanção/Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Projeto que nomeia trecho da Rodovia BR 282, de José Paschoal Baggio vai à sanção

O Plenário do Senado aprovou nesta quinta-feira (9) o projeto de lei (PLC 118/2018) que denomina o trecho da rodovia BR-282 localizado entre o trevo do distrito de Índios (Km 207,6) e o trevo da BR-116 (Km 223,0), ambos no município de Lages, em Santa Catarina, como ‘Rodovia Ulysses Guimarães – Trecho José Paschoal Baggio’. De autoria da deputada Carmen Zanotto (Cidadania-SP), o texto altera a Lei 9.875, de 1999, e agora segue para sanção presidencial. 

O parecer aprovado foi o mesmo referendado na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE), apresentado pelo senador Dário Berger (PSB-SC) com duas emendas de redação para adaptação do texto às técnicas legislativas.

“Fundador da Associação dos Diários do Interior de Santa Catarina e membro fundador do Instituto Histórico e Geográfico de Lages e do Sindicato das Indústrias Gráficas da região serrana de Santa Catarina, recebeu da Câmara de Vereadores de Lages, na legislatura de 1977 a 1983, o título de “Cidadão Lageano”, em reconhecimento pelos serviços prestados à população da região”, destaca Berger no relatório. 

O senador Esperidião Amin (PP-SC) também ressaltou a relevância de Baggio e do trabalho desempenhado por sua família para a região. 

— Paschoal Baggio foi um empreendedor, inovador na área da imprensa que tem na sua filha, Isabel Baggio, a lutadora em prol do microcrédito, tendo sido pioneira com o Banco da Mulher, hoje Banco da Família, com organizações civis de interesse público atuando na aérea do microcrédito de forma pioneira e inovadora — afirmou. 

Biografia

José Paschoal Baggio nasceu em março de 1921, no Rio Grande do Sul, e, em 1948, fixou residência em Lages. Jornalista, teve seu nome emprestado para o Instituto José Paschoal Baggio, cuja missão é contribuir para o desenvolvimento das pessoas da Serra Catarinense por meio de projetos e programas, quanto ao “Prêmio Empreendedor José Paschoal Baggio”, que premia as 50 empresas da Serra Catarinense, que obtiveram o maior retorno de ICMS adicionado.

Integrado à cidade de Lages, ele desenvolveu atividades no comércio, na indústria, na política e na vida social. Ele também presidiu a Liga Serrana de Futebol (LSF) entre 1954 e 1955 e presidiu o Internacional de Lages entre 1951 e 1953. Baggio morreu em 2001.

Fonte: Agência Senado

Leia Também: Pela 1ª vez, duas mulheres se tornam comandantes de batalhões do CBMSC

Click na Home e escolha o idioma para sua leitura….
https://bomdiasc.com.br
@bomdiasantacatarina

Compartilhe esta postagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Notícias Relacionadas

Faça uma pesquisa​

Ultimas notícias