Deputado Ivan Naatz, Presidente da Comissão do Meio Ambiente e Turismo da Alesc/Foto: Divulgação
Deputado Ivan Naatz, Presidente da Comissão do Meio Ambiente e Turismo da Alesc/Foto: Divulgação

Veto à redução de ICMS para bares e restaurantes: “Falta sensibilidade ao governo”, critica deputado Naatz

O deputado e presidente da Comissão de Turismo e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, Ivan Naatz (PL) classificou como “falta de sensibilidade, de diálogo com a categoria e de visão econômica e social abrangente “, o veto do governador Carlos Moisés da Silva (sem partido) à proposta aprovada na Alesc, no mês passado, de redução do ICMS para o setor de Bares e Restaurantes, incluindo  alimentos e bebidas em Santa Catarina (7%), com equiparação ao percentual cobrado no Paraná (3,2%).

Segundo ele, o setor de turismo como um todo vem dando grande e crescente contribuição, incluindo o segmento gastronômico, à arrecadação estadual nos últimos anos e, neste momento de retomada da economia, a redução de impostos, a exemplo do que já acontece em estados como o Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro, seria uma forma de retribuição e auxílio efetivo às empresas catarinenses do segmento que foram duramente prejudicadas pelos efeitos da pandemia, centenas fechando as portas e gerando desemprego. 

“Ao mesmo tempo, o governo se utilizou dos recordes de arrecadação para aprovar um pacote de bondades à elite dos servidores públicos e gerando comprometimento bilionário e permanente aos cofres do Estado”, lamentou Ivan Naatz, observando ainda que o veto do governador poderá ser derrubado na retomada das sessões da Alesc, a partir de fevereiro. “Vamos ampliar este debate via Comissão de Turismo”, afirmou.

Fonte: Assessoria de Comunicação Deputado Estadual Ivan Naatz

Click na Home e escolha o idioma para sua leitura….
https://bomdiasc.com.br
@bomdiasantacatarina

Compartilhe esta postagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Notícias Relacionadas

Faça uma pesquisa​

Ultimas notícias