No total, foram apreendidos 1.763 volumes, em sua maioria eletrônicos que ingressaram irregularmente
No total, foram apreendidos 1.763 volumes, em sua maioria eletrônicos que ingressaram irregularmente

Receita Federal apreende mais de R$ 1,2 milhão em mercadorias remetidas ilegalmente pela via postal

Parceria com Correios proporcionou recorde de apreensões postais em uma única semana nos estados do Paraná e Santa Catarina

Segundo levantamento prévio realizado pela Receita Federal, cerca de R$ 1,2 milhões em mercadorias foram apreendidas durante a quarta semana da Operação Escudo. A ação, de caráter permanente, consiste em ações coordenadas realizadas simultaneamente e de maneira intensiva no interior dos estados do Paraná e Santa Catarina, envolvendo a fronteira com um arco que se estende de norte a sul na região, de forma a surpreender as quadrilhas que promovem o ingresso ilegal de mercadorias para o restante do País. Nesta semana, o foco da fiscalização foi nos centros de distribuição de remessas postais.

Com o apoio dos Correios, servidores da Receita Federal realizaram ações em centros de distribuição postal espalhados em sete cidades. No Paraná, a fiscalização ocorreu nos postos de Curitiba, Londrina, Maringá, Foz do Iguaçu e Cianorte, totalizando cerca de R$ 1 milhão em mercadorias apreendidas. Em Santa Catarina, ações nos Correios de Blumenau e Curitibanos resultaram em cerca de R$ 225 mil em apreensões.

No total, foram apreendidos 1.763 volumes, em sua maioria eletrônicos que ingressaram irregularmente no país e sem o correto pagamento dos impostos. A ação da Receita Federal busca proteger a indústria nacional e estimular a concorrência saudável entre as empresas, combatendo a sonegação. Do início de 2019 até o final de agosto deste ano, já foram apreendidos cerca de R$ 27,8 milhões em remessas postais no Paraná, e R$ 2,1 milhões em Santa Catarina.

A Operação Escudo, deflagrada no dia 10 de agosto nos estados do Paraná e Santa Catarina, soma-se a outras operações como a Fronteira Blindada e a Muralha como uma terceira barreira da Receita Federal no combate ao contrabando e descaminho oriundo da região de fronteira com o Paraguai e a Argentina. Nas três semanas anteriores, ações nas estradas, transportadoras, comércio, rodoviárias e centros de distribuição postal no Paraná e Santa Catarina Paraná resultaram na apreensão se cerca de R$ 8 milhões em produtos que ingressaram ilegalmente no país.

Fonte: Superintendência Regional da Receita Federal do Brasil na 9ª Região Fiscal

Compartilhe esta postagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Notícias Relacionadas

Faça uma pesquisa​​

Ultimas notícias