Santa Catarina continua crescendo
Santa Catarina continua crescendo

O desemprego recuou em Santa Catarina

Nossa economia está gerando emprego porque é diversificada e dinâmica

O segundo trimestre de 2019 encerrou com mais um dado positivo para Santa Catarina: o desemprego recuou e o estado se consolidou com o menor índice do Brasil. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apenas 6% dos catarinenses estão desempregados, índice 1,2 ponto percentual menor do que o registrado nos três primeiros meses do ano, quando 7,2% da força de trabalho estava desocupada.

Para o governador Carlos Moisés, a melhora demonstra a confiança e o otimismo do empreendedor catarinense no novo momento que o estado vive, com maior segurança pública e jurídica, além de poder confiar em um governo mais técnico, que busca facilitar a vida de quem quer produzir.

"Santa Catarina continua crescendo, arrecadando mais, diminuindo o desemprego. É um momento de acreditar nas mudanças trazidas pelo Governo Federal, que vem tomando boas decisões pelo desenvolvimento do país, assim como estamos fazendo aqui", avalia Moisés.

No Brasil, a taxa de desemprego é de 12% e também apresentou queda em relação ao primeiro trimestre, de acordo com o IBGE. Na avaliação do Secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Lucas Esmeraldino, os números demonstram a retomada do crescimento.

“Nossa economia está gerando emprego porque é diversificada e dinâmica, com empreendedores que fazem o desenvolvimento acontecer. Somos um estado inovador que incentiva a tecnologia e promove uma estrutura produtiva e competitiva”, destaca Esmeraldino. "Nossos programas, como Juro Zero e o Prodec, mantêm a política de parceria com quem empreende em Santa Catarina, desburocratizando, digitalizando e trazendo segurança jurídica aos investidores", acrescenta o secretário.

Fonte: Secretaria Executiva de Comunicação -SECOM

Compartilhe esta postagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Notícias Relacionadas

Faça uma pesquisa​​

Ultimas notícias