Nesta quinta, 27 de maio, os catarinenses terão a oportunidade de economizar no consumo de diferentes produtos
Nesta quinta, 27 de maio, os catarinenses terão a oportunidade de economizar no consumo de diferentes produtos

CDL Jovem promove “Dia Livre de Impostos” nesta quinta

Produtos selecionados pelos lojistas serão comercializados com descontos

Com o objetivo de conscientizar a população sobre a alta carga de impostos e apoiar a simplificação tributária no Brasil, a CDL Jovem, ligada à Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL/SC), promove a 12ª edição do “Dia Livre de Impostos”. Será nesta quinta, 27 de maio, quando os catarinenses terão a oportunidade de economizar no consumo de diferentes produtos como gasolina e pizza.

Os produtos selecionados pelos lojistas participantes serão comercializados com descontos que representam parcialmente o valor dos impostos incidentes sobre os mesmos. Importante salientar que os comerciantes assumem esses descontos, porém recolhem os valores dos impostos normalmente aos governos, pois o Estado não isenta dessa obrigação fiscal. “Trata-se de um dia de informação e conscientização sobre o peso dos impostos na vida do cidadão, e sobre a importância de uma reforma tributária efetiva com redução de taxas, desburocratização e simplificação”, define o presidente da FCDL/SC, Ivan Roberto Tauffer.

Segundo o vice-presidente de Aperfeiçoamento Empresarial e CDL Jovem da FCDL/SC, Walmor Jung Júnior, a ação visa demonstrar para a população a alta carga tributária paga em tudo que consome, seja produto ou serviço. “É um dia simbólico para mostrar à população que até o dia 27 de maio trabalhamos para pagar impostos e, somente depois desse dia, estamos recebendo o dinheiro do nosso trabalho para nós mesmos”, explica Walmor. “Essa ação, promovida pelas CDLs Jovem de toda Santa Catarina, demonstra o trabalho sério que desenvolvemos e o engajamento da equipe. Parabenizo a todos os envolvidos”, acrescenta.

O Dia Livre de Impostos nasceu para manifestar a insatisfação do brasileiro com a tributação abusiva que limita o poder de consumo da população, além de servir de freio para o crescimento econômico do país. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), em um ranking de 30 países, o Brasil é o 14º que mais arrecada impostos e está em último em retorno do dinheiro para a população. Cerca de 5 meses por ano, o brasileiro trabalha para pagar tributos. No evento desta quinta, os lojistas participantes vão comercializar os produtos com descontos no valor das taxas de tributação.

Reforma Tributária

A reforma tributária, em debate no Congresso Nacional, é acompanhada pela FCDL/SC. A entidade entende que é preciso modernizar e simplificar o sistema tributário, e votar a reforma tem se tornado uma necessidade ainda maior diante da crise econômica provocada pela pandemia.Em pesquisa realizada pela CNDL e pelo SPC Brasil no início do ano, 56% dos consumidores revelaram que o sistema tributário atual não é adequado para fazer negócios no Brasil. “Simplificar o sistema tributário e torná-lo mais eficiente é fundamental para a sobrevivência dos negócios, bem como para o crescimento econômico do país”, afirma o presidente da FCDL/SC, Ivan Tauffer.

Confira a média dos custos das cargas tributárias em diferentes segmentos:

Academia: 27%
Bebidas alcóolicas/cigarros: 43%
Bebidas sem álcool: 26%
Bijuterias: 34%
Bolsas e malas: 40%
Brinquedos: 34%
Cama, mesa e banho: 28%
Celulares: 40%
Chocolate: 34%
Estacionamento: 16%
Eletrodomésticos: 34%
Eletrônicos: 43% 
Higiene pessoal: 46%
Remédios:31%
Restaurantes: 32%
Vestuário: 31%

Fonte: Assessoria de Imprensa

Click na Home e escolha o idioma para sua leitura….
https://bomdiasc.com.br
@bomdiasantacatarina

Compartilhe esta postagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Notícias Relacionadas

Faça uma pesquisa​​

Ultimas notícias