Jacuaçu
Jacuaçu

Aves do vale entre os Parques da Serra do Tabuleiro e de São Joaquim (parte 2)

Na Pousada Doce Encanto, em Santa Rosa de Lima, SC, o proprietário Valnério Assing está investindo no turismo de observação de aves, conforme informamos na matéria publicada no Bom Dia Santa Catarina em 18/08/2021)

Entre as iniciativas, a construção de um comedouro na mata, com um esconderijo para os usuários, uma torre de observação e outro comedouro no pátio além de bebedouros para beija-flores.

Ecovila – vista da serra de São Joaquim/SC

No mês de novembro, tem sido realizado um evento anual chamado de Festival Caminho da Araponga, onde esta espécie é o foco da observação. A área onde se encontram as arapongas, é nas proximidades da Ecovila, junto ao paredão onde inicia o Parque de São Joaquim.

Algumas espécies de aves da mata, são extremamente ariscas, e raramente são avistadas, somente sendo possível ouvir o seu canto. Várias destas espécies foram quase extintas devido à caça indiscriminada, que infelizmente ainda existe hoje.

Inhambu-chintã

Com a construção de um comedouro, abastecido com milho e quirera, é possível atrair estas aves para uma área determinada, onde através de um esconderijo para os observadores, é possível fotografá-las.

Observatório
Comedouro e esconderijo ao fundo

No artigo anterior, focamos as aves em um comedouro aberto, no pátio, abastecido com frutas e também quirera. São aves de colorido muito atrativo, e típicas da mata atlântica.

Jacuaçus

O comedouro da mata, é construído no solo, com um tubo de PVC que é abastecido com milho e quirera. A uma distância de 5m, uma pequena cabana, com abertura somente para a lente da câmera ou binóculo ou visão direta, esconde os observadores das aves.

Tiê-preto (fêmeas) e rolinha-roxa

No comedouro da mata, observamos a passagem de diversos grupos de aves. Num primeiro momento, aparecem aves de pequeno porte, como tiê-preto, trinca-ferro, canário-da-terra, sabiá-coleira, tico-ticos. Logo após, começam a surgir os columbídeos, com a juriti-gemedeira, a juriti-pupu, a pariri e a rolinha-roxa.

Urus

Mais adiante, aparecem os urus, que são seguidos pelos inhambu-chintã e inhambuguaçu. Por fim, aparecem os jacuaçus e jacupembas, que costumam espantar as outras espécies pelo seu porte maior.

Jacupemba

Sempre é bom perguntar antes de visitar, quais as aves que estão sendo avistadas na estação, pois há bastante variação de espécies ao longo do ano. Mas, com certeza, é um lugar ímpar para registrar estas espécies tão difíceis de encontrar e visualizar.

Tiê-preto e sabiá-de-coleira
Saracura-do-mato
juriti-pupu
Aracuã-escamoso
Sabiá-coleira

Aproveitando a estada na pousada, fomos conhecer também a Ecovila,
um empreendimento na base da serra de São Joaquim, de rara beleza.

Gilberto Sander Müller é fotógrafo amador, observador de aves e morador de Porto Alegre/RS – Brasil

No caminho para a Ecovila, se atravessa a região da Serrinha, com uma área ótima para observação cortando uma mata preservada, e uma estrada quase sem movimento.

Serviço:

Pousada Doce Encanto:

Estr. Geral Rio dos Índios, s/n – Zona Rural, Santa Rosa de Lima – SC, 88763-000• (48) 996377842.

Compartilhe esta postagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Notícias Relacionadas

Faça uma pesquisa​​

Ultimas notícias