A obra foi concluída recentemente dando um novo visual para quem visita Pinheiro Preto/Foto: Divulgação Internet
A obra foi concluída recentemente dando um novo visual para quem visita Pinheiro Preto/Foto: Divulgação Internet

Obra de arte retrata a história de Pinheiro Preto

Nove painéis pintados, mostram espaços referentes à cultura, costumes e atividades locais

Ferramentas artesanais, as festas cristãs, o brasão do município a pujança na agricultura com ênfase para produção de uvas e vinhos em Pinheiro Preto,  estão sendo mostradas por meio de uma galeria de artes nos dois acessos à ponte  na margem esquerda do Rio do Peixe.

Distribuídos em nove painéis pintados pelo artista plástico natural de Pinheiro Preto Roberto Rafael Delani (Nazo), mostra os espaços referentes à cultura, costumes e atividades locais. A obra foi concluída recentemente dando um novo visual para quem visita Pinheiro Preto e para seus moradores que diariamente estarão em contato com a história do município cada vez  mais viva.

 Com um pincel e muita imaginação, Nazo como é conhecido pela comunidade Pinheiro Pretense, expõe alguns aspectos que fazem do município um local com forte potencial para o turismo rural e aponta nuances de sua população.

 Para expor o trabalho, a prefeitura cedeu espaço do muro de concreto que faz a contenção da principal avenida que faz a ligação da rodovia SC 135, e que também acessa a prefeitura, delegacia, escola e outros espaços públicos.

1° Painel representa as festas cristãs que acontecem anualmente com uma procissão de barcos pelo Rio do Peixe, onde o Padroeiro São Pedro é transportado e segue até a igreja matriz.

Alem disso tem o Brasão municipal com os símbolos da nossa terra Pinheiro Preto; as atividades da fruticultura, demonstrando os trabalhos de colheita ainda manual; atividades de elaboração e comércio ligados à viticultura, a industrialização da uva e a enologia; plantio de milho, a criação do gado de corte e leite e a suinocultura, também relacionado ao comércio agrícola como silos e leitarias, atividades exercidas na maioria das vezes pela mesma família; atividades urbanas, representado por engrenagens que simbolizam a indústria e também um livro que mostra nossos estudantes e os capacetes operários e demais trabalhadores; o regionalismo mostrando o local onde eram armazenados os mantimentos e utensílios usados pelos imigrantes, no caso o porão, ferramentas manuais feitas pelos próprios agricultores, para o desenvolvimento de suas raças e construções das suas comunidades, alem do símbolo marcante da cidade. Uma trama de parreiras com 57 cachos representando o município de Pinheiro Preto.

 Portanto quando você vier para Pinheiro Preto não deixe de visitar essa galeira e conhecer um pouco da cultura e costumes desse povo trabalhador.

Fonte: ASCOM Prefeitura Municipal de Pinheiro Preto

Compartilhe esta postagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Notícias Relacionadas

Faça uma pesquisa​​

Ultimas notícias