O Aeroporto poderá operar com aeronaves ATR 42, que são consideradas de médio porte com capacidade maior de transporte de passageiros/Foto: Internet
O Aeroporto poderá operar com aeronaves ATR 42, que são consideradas de médio porte com capacidade maior de transporte de passageiros/Foto: Internet

Joaçaba: Instituto do Meio Ambiente libera licença para obras no Aeroporto

O Instituto do Meio Ambiente do Estado de Santa Catarina (IMA), por meio da Coordenadoria Regional de Joaçaba, aprovou na última terça-feira, 08 de setembro, o licenciamento de duas importantes obras para a região meio-oeste: a liberação da Rodovia SC-120 que interliga as cidades de São José do Cerrito e Curitibanos, e a ampliação do aeroporto de Joaçaba.

A Licença de Ampliação de LAI (licença de instalação) do Aeroporto de Joaçaba prevê o alargamento da pista de pouso e decolagem, entre outras melhorias. Com isso, o Aeroporto poderá operar com aeronaves ATR 42, que são consideradas de médio porte com capacidade maior de transporte de passageiros.

A Licença de Ampliação de LAI (licença de instalação) do Aeroporto de Joaçaba prevê o alargamento da pista de pouso e decolagem/Foto: IMA

Atualmente, para voos comerciais/domésticos, as únicas opções na região são os Aeroportos de Lages e Chapecó. “Pela relevância econômica e social deste projeto, que pode contribuir ainda mais para o crescimento de toda a região meio-oeste, o IMA atuou de forma incansável para a concessão da licença, levando em consideração todos os parâmetros legais e promovendo o desenvolvimento de forma sustentável”, ressalta a coordenadora Regional do IMA em Joaçaba, Elenir Ribeiro de Arruda.

Outro grande avanço para a região será a Rodovia SC-120 para a qual o IMA, por meio das Coordenadorias Regionais de Joaçaba, Lages e Caçador, concedeu a Licença de Operação, autorizando a liberação do fluxo no local. Com quase 40 km de extensão, interliga a cidade de São José do Cerrito e Curitibanos.

A Rodovia será de suma importância para a região, contribuindo para o desenvolvimento econômicos de ambas as cidades, pois além de encurtar o caminho para os moradores, ainda será utilizada para o escoamento do transporte da produção agrícola. A expectativa é que a via possibilite ainda o fortalecimento do turismo rural, pois a região é considerada a “Rota do Araçá” com diversas fazendas rurais que atraem cada vez mais visitantes.

Fonte: Instituto do Meio Ambiente do Estado de Santa Catarina

Compartilhe esta postagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Notícias Relacionadas

Faça uma pesquisa​​

Ultimas notícias