Por: Redação | 1 mês atrás

A Associação Pró Tênis de Mesa fez a entrega de camisetas a treze alunos da Escola Especial Frei Bruno / APAE Joaçaba. O ato foi acompanhado por patrocinadores e professores da instituição na última quarta-feira (26/09).

Há dois anos os alunos participam das aulas do projeto social, por meio de aulas gratuitas da modalidade desenvolvidas pelo professor Marlon Spindola, no período vespertino das quartas-feiras.

Treze alunos da Escola Especial Frei Bruno / APAE Joaçaba receberam as camisetas da Associação Pró Tênis de Mesa/Foto: Assessoria de Imprensa

As camisetas doadas pela Pró Tênis são exatamente iguais as utilizadas pelos atletas da equipe de rendimento e conforme o presidente da entidade, Luis Imanishi, demonstram a integração e inclusão dos alunos dentro da modalidade. “O tênis de mesa auxilia no desenvolvimento intelectual, reforçando a disciplina e atenção desses alunos, sendo que alguns deles inclusive já disputam a etapa estadual do Parajasc”.

Representando a empresa patrocinadora Scherer Autopeças, dona Leni Scherer Keller, acompanhou o ato e ficou encantada com a alegria e  demonstração de carinho e técnica dos alunos. “Que trabalho primoroso e que bom que podemos auxiliar na evolução desses alunos por meio do esporte”.

Para André Luiz Busetti, da Inovadora Sistemas, um dos patrocinadores mais antigos da entidade – desde 2012, é sempre um motivo de orgulho e motivação acompanhar as ações da Pró Tênis de Mesa. “Vemos o retorno do nosso apoio às atividades no sorriso dos alunos e o quanto a modalidade vem crescendo e fazendo bem aos alunos/atletas”.

De acordo com Isac Ribeiro, da Bonato Materiais para Construção, relatou que “o projeto envolvendo alunos da APAE nos faz acreditar cada vez mais no trabalho da Pró Tênis de Mesa, pois são pessoas especiais que merecem todo nosso carinho e atenção”.

Para o professor Marlon Spindola a proposta do trabalho é envolver os alunos com menor grau de deficiência na modalidade com objetivo principal de aumentar a coordenação motora deles e a melhora na qualidade de vida, conceitos físicos, mentais e da inclusão social. “A evolução dos alunos é notória desde o início das atividades. Eles tem maior coordenação e interação  e desenvolveram rápido os ensinamentos da modalidade”, disse. “A atividade dá aos alunos maior motivação e dedicação, ficam mais atentos as regras e limites e a modalidade auxilia no desenvolvimento do potencial deles”, destaca.

Fonte: Assessoria de Imprensa