Máscaras estão sendo confeccionadas por 10 instrutoras dos cursos de Artesanato de Costura em Tecido/Foto: Assessoria de Imprensa
Máscaras estão sendo confeccionadas por 10 instrutoras dos cursos de Artesanato de Costura em Tecido/Foto: Assessoria de Imprensa

Sistema Faesc/Senar-SC distribuirá 10 mil máscaras para produtores rurais

Máscaras de proteção estão sendo confeccionadas pelas prestadoras de serviço de instrutoria em cinco regiões do Estado

O Sistema Faesc/Senar em Santa Catarina distribuirá gratuitamente 10 mil máscaras de proteção confeccionadas em tecido 100% algodão para produtores rurais e seus familiares de todo o Estado. A ação visa apoiar medidas de prevenção à Covid-19, causada pelo novo Coronavírus.

Os acessórios de proteção estão sendo confeccionados por 10 instrutoras dos cursos de Artesanato de Costura em Tecido vinculadas ao programa de Promoção Social do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC), com tecido adquirido pela Federação de Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc). Elas coordenam a produção artesanal em suas residências, de cinco regiões do Estado: meio oeste, planalto serrano, sul, oeste e norte. As máscaras seguem o modelo anatômico, com tecido duplo lavável e reutilizável.

De acordo com o superintendente do Senar/SC, Gilmar Antonio Zanluchi, a ação tem o apoio dos Sindicatos dos Produtores Rurais vinculados ao Sistema, que farão a distribuição ao público rural em todo o Estado. “Estamos aproveitando a nossa expertise na área de promoção social e formação profissional para produzirmos máscaras que serão doadas às famílias de produtores e trabalhadores rurais catarinenses. A ação beneficia quem está no campo e tem dificuldades para conseguir as máscaras de proteção e, ao mesmo tempo, auxilia financeiramente nossas prestadoras de serviço de instrutoria que também estão sofrendo os impactos da crise”, destaca Zanluchi. 

Para o presidente do Sistema Faesc/Senar-SC, José Zeferino Pedrozo, a iniciativa fomenta a geração de renda e garante mais proteção no campo contra o vírus. “A ação é um ato de afeto, de saúde e de segurança tanto para as profissionais que trabalham para o nosso Sistema quanto para às famílias rurais que são a base das cadeias produtivas do Estado. A pandemia atingiu a todos, por isso toda e qualquer ação neste momento fará uma grande diferença”, sublinha.

Compartilhe esta postagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Notícias Relacionadas

Faça uma pesquisa​​

Ultimas notícias