Agro 12 junho Home

Sistema CNA/Senar defende ampliação da conectividade no campo

No Brasil, cerca de 72% são propriedade offlines, ou seja, não têm qualquer tipo de conexão

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) debateu a importância da conectividade no campo durante seminário sobre a importância das redes privativas para o sucesso da tecnologia 5G no país, realizado por videoconferência na quarta (10).

O coordenador técnico do Instituto CNA, Joaci Medeiros, falou sobre a atuação do Sistema CNA/Senar com o intuito de levar a conectividade ao meio rural.

“Entendemos a importância do desenvolvimento de políticas públicas que facilitem o acesso às inovações tecnológicas e proporcionem a fixação das famílias no campo, o aumento da renda, da produtividade e da segurança rural”, destacou.

Na avalição do coordenador, a falta de conectividade é um dos principais gargalos enfrentados pelo agro. “Dos mais de 5 milhões de estabelecimentos rurais existentes no Brasil, cerca de 72% são propriedade offlines, ou seja, não têm qualquer tipo de conexão. Nem mesmo aquelas mais simples, como chamada de voz”, observou.

Para superar esses obstáculos, Joaci explicou que o Sistema CNA/Senar está desenvolvendo projetos para ampliar e melhorar a conectividade em áreas rurais. Desde o segundo semestre de 2019, estão sendo realizados testes que estudam a viabilidade de conexão por satélite e cobertura terrestre.

“Pela relevância da agropecuária para a economia, acreditamos que a priorização da conectividade no meio rural vai gerar benefícios para todo o País, tendo em vista que o setor é responsável por 43% das exportações brasileiras, emprega 44% da mão-de-obra e é responsável por mais de 20% do Produto Interno Brasileiro”, disse.

Fonte: Assessoria de Comunicação CNA/SENAR

Compartilhe esta postagem

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Notícias Relacionadas

Faça uma pesquisa​​

Ultimas notícias